Good Contents Are Everywhere, But Here, We Deliver The Best of The Best.Please Hold on!
Your address will show here +12 34 56 78
mLearn

Você conta com um equipe de vendas comprometida e esforçada, mas ela não consegue evoluir em alguns pontos ou vencer certos obstáculos? Acredite, isso é perfeitamente normal!


A causa mais provável dessa “estagnação” é que os vendedores precisam desenvolver novos conhecimentos e habilidades – ou mesmo aprimorar e atualizar as competências que eles já possuem. E, para isso, não tem outra solução a não ser investir no treinamento da equipe.


Descubra, abaixo, quais são os 10 maiores indícios de que a equipe de vendas precisa se capacitar!


1 – Queda no número de vendas

Esse é um sinal de alerta geral, pois traz riscos financeiros para a empresa, afetando a equipe de vendedores, os gestores e o negócio como um todo.


Muitas pessoas podem acreditar que a queda no número de vendas é movida apenas por fatores externos – como a crise econômica. Contudo, a situação também pode indicar sérios problemas internos. Nesses casos, o treinamento de força de vendas pode ser decisivo para – por exemplo – aumentar o conhecimento dos vendedores sobre os produtos/serviços ou para capacitá-los sobre técnicas de vendas mais adequadas.



2 – A equipe não consegue atingir as metas

A equipe de vendas tem se esforçado bastante, mas, mesmo assim, não consegue alcançar os objetivos?


Essa pode ser mais uma evidência de que a equipe de vendas precisa de treinamento. Os vendedores podem não conseguir cumprir as metas porque possuem lacunas no conhecimento, porque as metas são incompatíveis com suas competências e realidade ou porque simplesmente não as conhecem.




3 – O time está desmotivado

A falta de motivação de uma equipe pode ser causada por diversas razões, completamente alheias ao assunto de treinamento. Acúmulo de funções, falta de reconhecimento, salários incompatíveis com o mercado e conflitos no ambiente de trabalho são os principais motivos para esse sentimento.


Contudo, investir na capacitação da equipe é uma excelente maneira do gestor e da empresa demonstrarem que valorizam, se interessam e se preocupam com a satisfação e a evolução dos seus colaboradores. E esse é um fator que contribui para o engajamento de todos.



4 – Postura inadequada dos vendedores

Quando os vendedores apresentam comportamentos inadequados – seja diante dos clientes ou com os próprios colegas de trabalho dentro da empresa -, isso pode indicar que eles desconhecem as regras e políticas da instituição.


Nesse caso, é essencial promover treinamentos que informam e alinham os colaboradores sobre a visão, missão, valores  e normas básicas de trabalho.


5 – Aumento das reclamações dos clientes

Uma reclamação do cliente sobre o atendimento de um vendedor sinaliza dois pontos:


1 – a expectativa do consumidor está em determinado nível, e

2 – o serviço prestado está abaixo disso.


Nessa situação, não vale diminuir o que o cliente espera, certo? Portanto, não há outra saída senão analisar a causa da insatisfação e resolver o problema. Ofereça um treinamento voltado para o aprimoramento e a consolidação do relacionamento com o público.




6 – Baixo entrosamento da equipe

Um time de vendas desunido prejudica o clima organizacional e diminui as chances das metas serem alcançadas. Pense bem: uma equipe entrosada caminha junto – e mais rápido – em direção ao sucesso!


Se os vendedores não estão se entendendo bem, considere investir em treinamentos comportamentais que explorem a socialização, a resolução de conflitos e a comunicação aberta entre os membros da equipe.


7 – Os processos e técnicas não são seguidos

Na execução de suas tarefas, é essencial que a equipe de vendas siga as técnicas e os processos adotados na empresa. O objetivo dessa padronização é oferecer um atendimento com mais qualidade, coerência e precisão.


Se a equipe de vendas não segue os procedimentos, provavelmente é porque ela não foi preparada para isso. Portanto, a capacitação se faz bastante necessária.


8 – Alta rotatividade dos vendedores

Em uma empresa, a alta rotatividade de funcionários gera muitos gastos, preocupações e transtornos. Essa ocorrência pode sinalizar graves problemas internos – e que merecem atenção.


São motivos para que os vendedores abandonem a empresa: conflitos com os colegas ou líderes, pouca oportunidade de crescimento, incompatibilidade com os valores e a política da organização, desmotivação com o trabalho.


A capacitação da equipe, então, pode ser utilizada para diminuir o turnover – que é a rotatividade de funcionários. Quando a empresa demonstra que se preocupa e auxilia no desenvolvimento de seus colaboradores, eles certamente se sentirão mais satisfeitos e engajados!




9 – Baixa taxa de conversão

A equipe de vendas está com dificuldades em converter potenciais consumidores em reais clientes? Fique atento, porque esse é um indício de que o vendedor não está conseguindo superar a resistência do público.


É possível que a baixa taxa de conversão seja consequência do preço do produto/serviço, por exemplo. Entretanto, ela também pode ser um alerta para um desempenho insatisfatório dos vendedores, que deve ser aprimorado por meio da capacitação.


10 – Falta de diferenciação no mercado

Quando uma empresa possui pouca diferenciação, é muito provável que os clientes vejam seus produtos ou serviços como “apenas mais uma opção” no mercado. E esse pode ser um grande empecilho para a lucratividade e o sucesso da organização.


Para reverter esse quadro, o treinamento corporativo pode ser utilizado como estratégia para incentivar a criatividade e a inovação no desempenho dos funcionários. Esses dois fatores são determinantes para que uma empresa se destaque no mercado.


Atenção! O treinamento não precisa – e nem deve – ser promovido apenas quando a equipe dá sinais de necessidade. Para que os vendedores continuam evoluindo sempre, faça da capacitação um processo contínuo na empresa.

0

mLearn

Você conta com bons funcionários, tem objetivos claros, oferece comissões atraentes e investiu no treinamento da equipe. Fez tudo certo, mas mesmo assim os resultados das vendas não melhoram. Se identificou com a situação? Então fique atento, pois algo está errado!


Para descobrir onde está o problema e como resolvê-lo, não tem jeito: é necessário rever o planejamento e reavaliar as ações executadas. Ao refazer todo o seu “percurso”, fica mais fácil identificar os pontos que estão prejudicando os rendimentos.


Para sair dessa “cilada”, confira agora os principais motivos para o treinamento de vendas não estar funcionando, e como reverter cada um dos casos!


Treinamento com poucos resultados: Planejamento

Um plano de vendas não é algo a ser feito do dia para a noite. Para que seja realmente eficaz, ele deve ser estudado, analisado e criado com tempo e cuidado. Afinal, é essa estratégia que vai orientar todas as ações da equipe de vendas.


Um planejamento adequado, caro leitor(a), depende de duas condições primárias: o alinhamento com as metas da empresa e a avaliação dos resultados anteriores.


Na prática, isso significa que se você criou um plano que não considera a realidade da empresa ou não leva em conta o histórico de vendas, saiba que ele tem pouquíssima chance de sucesso. Por quê? Porque ele não se baseia em dados verdadeiros!


Quando for montar ou reavaliar o seu planejamento, lembre-se de considerar esses dois fatores!




Treinamento com poucos resultados: Gaps

Eles podem até parecer inofensivos, mas não acredite nisso. Os gaps nos processos podem minar os resultados das vendas!


Mas o que são gaps? No contexto de vendas, os gaps são pontos de discordância dentro da empresa ou entre ela e os clientes. Eles diminuem a qualidade e a eficiência dos serviços prestados.


Vamos entender melhor: quando há diferenças, por exemplo, entre a expectativa do cliente e o que a empresa acredita ser a expectativa do cliente, temos um gap!


Para eliminar essas lacunas no processo, é essencial:

  • apurar a fundo as necessidades dos clientes;
  • ter comprometimento com a qualidade;
  • ter uma comunicação interna e externa eficientes;
  • investir no relacionamento e na motivação da equipe de vendas;
  • conhecer bem os processos e as operações.

Treinamento com poucos resultados: Métricas e indicadores

Se você não acompanha nem avalia as vendas da sua equipe, como identificará problemas e tomará decisões acertadas? Nós respondemos: isso não é possível!


Vamos aos conceitos! A métrica é uma informação bruta, e a maneira como lemos e interpretamos essa informação corresponde ao indicador.


Métricas e indicadores, então, são instrumentos estratégicos para mapear gaps e deficiências no processo de vendas e, consequentemente, encontrar as razões e as saídas para esses obstáculos.




Treinamento com poucos resultados: Ferramentas

Pense em uma guerra: sem as armas e os instrumentos básicos, um exército não conseguirá vencer o confronto, certo? Da mesma forma é a equipe de vendas! Se ela não tem acesso a ferramentas para melhorar o trabalho, dificilmente conseguirá aprimorar os resultados.


Portanto, bons computadores, internet de alta qualidade, aplicativos e programas para organização das atividades, dos projetos e para a comunicação interna são importantes para aumentar a produtividade do time!


Treinamento com poucos resultados: Formato

Se você investiu no treinamento da equipe, mas, ainda assim, não conseguiu aumentar os resultados das vendas, calma lá! Antes de considerar qualquer capacitação como perda de tempo e dinheiro, reflita se o formato e o conteúdo do treinamento eram realmente adequados às necessidades da equipe.


Por exemplo: se o time precisa aprender a usar uma nova ferramenta de projetos, um treinamento que não oferece oportunidades de prática – com exercícios e aplicações reais – será pouco eficaz. Afinal, a situação exige que o aprendizado não fique apenas na teoria!


Por outro lado, se o tempo disponível para a capacitação é pequeno e variável, não é uma boa investir num curso presencial, já que ele exige horários fixos de estudo. Nesse caso, vale a pena oferecer treinamentos online, que oferecem flexibilidade de horário e local para os funcionários.


Também é essencial ficar atento ao conteúdo do treinamento: se for longo e prolixo, tem chances muitas pequenas de gerar engajamento e despertar o interesse do time. Aposte na linguagem simples e objetiva – ninguém gosta de perder tempo!


Por fim, seja criativo: ao invés de utilizar textos infinitos, disponibilize vídeos, podcasts, infográficos e outros recursos que deixarão a capacitação mais dinâmica e motivadora. Você verá que, dessa forma, empresa e funcionários saem ganhando!

0

mLearn

São inúmeras as facilidades que a tecnologia traz, todos os dias, para as nossas vidas. Tarefas que antes exigiam esforço físico ou de locomoção são feitas, hoje, com um único clique, sem que tenhamos que sair do lugar.


E você já parou para pensar que essa comodidade também pode ser utilizada no treinamento de funcionários e equipes de vendas?
Entenda mais!

Por que treinar o time de vendas?

O setor de vendas é um dos principais alicerces de qualquer empresa – já que seu desempenho é responsável direto pelo faturamento da organização. Portanto, é essencial que o time seja qualificado, coeso e eficiente.


Além disso, vivemos um novo contexto de consumo. Nele, a experiência e a impressão que o cliente tem durante o atendimento são fatores determinantes para a concretização
(ou não) da compra.


Nesse cenário, o treinamento corporativo surge como vantagem estratégica. Mais do que desejável, a capacitação da equipe de vendas se tornou essencial para que uma empresa continue competindo e faturando no mercado.


Se bem planejado e executado, o treinamento melhora o desempenho e o atendimento dos funcionários, promove a atualização de  conhecimentos e habilidades e ainda aumenta a motivação da equipe.



Vantagens de aliar tecnologia ao treinamento

Quando o assunto é treinamento, um grande dilema enfrentado pelas empresas são os altos custos envolvidos. A tecnologia, contudo, vem ajudar nessa questão.

Imagine a seguinte situação:
você deseja capacitar sua equipe sobre “inovação nas vendas”. Nesse caso, ao invés de organizar uma palestra ao vivo, não seria mais interessante gravar um vídeo com o especialista e disponibilizá-lo para os funcionários? Além de não prejudicar o conteúdo a ser transmitido, você elimina os gastos com infraestrutura e material.

Além disso, os treinamentos se tornam mais efetivos quando promovem espaços para discussão e socialização entre os funcionários. E é simples implementar isso por meio de fóruns e comentários virtuais, que aumentam a interação e, consequentemente, o engajamento dos funcionários.


Como utilizar a tecnologia para treinar uma equipe de vendas?

O uso da tecnologia enriquece bastante o treinamento de equipes de vendas. É possível, por exemplo, desenvolver um aplicativo com os conteúdos de capacitação e compartilhá-lo com o time. Assim, os funcionários terão flexibilidade para treinar onde e quando for mais conveniente, utilizando o próprio celular.  


Nesse contexto, alguns recursos e ferramentas podem potencializar e estimular o aprendizado dos funcionários. Vamos descobrir quais são eles!


Conteúdos multimídia

Materiais multimidiáticos – vídeos, podcasts, imagens, textos, infográficos… – são estratégias importantes para tornar o treino da equipe mais dinâmico.


Gamificação

Incluir elementos de games – pontuação, ranking e medalhas – no processo de treinamento engaja e motiva a equipe a alcançar os resultados esperados.


Exercícios

Treinamentos são mais eficazes quando associam a teoria à prática. Por isso, é interessante oferecer atividades e exercícios para que a equipe teste aquilo que aprendeu.


Certificação

Oferecer certificados de conteúdos e cursos realizados com sucesso te ajuda a medir a aderência e a eficiência da capacitação.




Plataforma mobile

Criada em 2013, a mLearn é uma startup focada em aprendizagem móvel que possibilita para instituições educacionais e empresas a entrega de programas educacionais via smartphones, usando gamificação e ferramentas de aprendizagem social.


A plataforma mLearn é voltada para usuários de smartphones que pretendem complementar e/ou reforçar seus estudos nas horas vagas, em deslocamento (indo e voltando para a escola ou trabalho) ou mesmo em casa, ou no trabalho, e também para funcionários de empresas que precisam de qualificação específica, como treinamento de força de vendas.


A ferramenta possui diversas funcionalidades: cursos, provas, certificados, exercícios, socialização, notícias, entre outras. Um dos diferenciais é que a plataforma é integrada com as redes sociais e o aprendiz participa de um jogo onde tudo o que ele faz é avaliado e pontuado, e a medida que ele estuda ganha pontos, medalhas e vai mudando de nível.


Em 2014, a empresa teve o seu plano de negócios destacado pelo programa de Inovação e Empreendedorismo da Universidade de Standford, na Califórnia. A startup já capacitou mais de cinco milhões de pessoas com cursos rápidos nas quatro principais operadoras do país, e conta com um sistema de distribuição de cursos e treinamentos prontos direcionados para áreas diversas.


Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão sobre este assunto, não deixe de entrar em contato conosco, combinado?

0