28 de dezembro de 2018

Os desafios da educação mobile

Atualmente é difícil se imaginar sem usar o celular ou olhá-lo durante um dia inteiro. Os smartphones estão muito inseridos em nossas rotinas, integrados nas atividades do dia a dia,são usados como despertador,  agenda, e-mail, redes sociais, o que nos torna cada vez mais dependentes dessa tecnologia.

Devido a constante evolução tecnológica, o que antes era o principal objetivo dos celulares, acabou se tornando algo secundário. A principal função do celular era conectar as pessoas por meio de ligações, atualmente, o celular funciona como um agenda particular, fazendo tudo, ou quase tudo que um computador.  

Assim, as organizações estão utilizando cada vez mais os celulares em treinamentos e até mesmo na educação. Com a acessibilidade e a opção de vários métodos de ensino, a aprendizagem móvel está cada vez mais preparada para receber o grande fluxo de pessoas que buscam qualificação.

A rapidez com que a internet traz e leva informações em nosso dia, reflete em nosso comportamento, cultura e aprendizado. O modelo tradicional de educação, está perdendo espaço para a educação mobile, que vem para ampliar as possibilidades de comunicação e estudo.

Hoje há uma necessidade de que as aulas sejam mais ativas, para que todos se envolvam, e não aconteça a perda de interesse, e o descomprometimento por parte dos alunos. Portanto, a inserção de tecnologia é um fator que auxilia os estudantes na imersão dos conteúdos.

Abaixo, seguem os tópicos que serão desenvolvidos:

  • O que é educação mobile?
  • O papel da educação móvel
  • Os desafios da educação mobile

O que é educação mobile?

É a possibilidade de estudar por meio de materiais de educação, treinamentos e suporte ao aprendizado em qualquer tipo de dispositivo móvel. A educação mobile permite que as pessoas tenham acessibilidade para aprender em qualquer lugar e horário, sem complicação.

Os conteúdos disponíveis na aprendizagem móvel precisam ser diretos e dinâmicos.  O ideal é que haja diversificação dos métodos de ensino para deixar a navegação ainda mais amigável para o aluno.

A educação mobile vem ganhando muito espaço nos últimos anos, atraindo pessoas que querem se especializar, mas não têm tempo para se deslocar até um curso e precisam de algo mais prático e que possa ser acessado no tempo livre.

O papel da educação móvel

O aluno assume o papel ativo em seu aprendizado e isso acaba acontecendo de forma natural. A tecnologia está tão avançada que até mesmo o público infantil consegue ter acesso a qualquer tipo de conteúdo que tenham interesse.

Personalizar a forma de aprender e ter em suas mãos o poder de se educar, agora está nas mãos dos alunos. Uma outra mudança é a parte cognitiva, onde antes o nosso cérebro apenas recebia informações lineares e hoje com a internet, há um bombardeio de informações que fazem com que o cérebro trace incontáveis possibilidades de navegação.

Atualmente, o consumo de informações é hipertextual com acesso às informações de maneira não-linear. Isso é fundamental para que nosso pensamento seja desenvolvido, não apenas recebendo os dados e sim os analisando.

É muito comum deixarmos parte da função do nosso cérebro para o computador, pesquisando no Google ou anotando na agenda o que precisamos fazer. Com essa abrangência, há possibilidades de pensar totalmente diferente e ativar o cérebro de outras formas.

Os desafios da educação mobile

O tamanho da tela do smartphone ou tablet, pode acabar sendo um empecilho na hora de criar o conteúdo. Por isso há ferramentas para desenvolvimento de cursos cada vez mais tecnológicos e que permitem a criação de um design responsivo.

Como os tablets e smartphones são um hub de informações, em algum momento é possível que você se distraia com alguma notificação inesperada, ou com a curiosidade de dar uma olhadinha nas redes sociais e aplicativos de conversa. Isto pode prejudicar o desempenho dos estudos, portanto é preciso ter foco, determinar o horário de estudo e não permitir que as notificações afetem o seu planejamento.

Seres humanos nunca estão satisfeitos e querem sempre melhorar em algo, como ser mais inteligentes ou mais rápidos para concluir algum trabalho. A melhor dica é concentrar-se em se aperfeiçoar em um ou dois objetivos e focar sempre nos elementos-chave.

Devemos destacar que é bem diferente olhar o conteúdo na tela de um computador e na de um celular, por isso é preciso garantir que os usuários consigam navegar de um sistema para o outro com facilidade.

Related Post

Av. dos Bandeirantes, 330
Sion, Belo Horizonte - MG

+55 31 3303 1299
contato@mlearn.com.br