21 de maio de 2018

O que é a política de benefícios

Há muito tempo que o salário é apenas um dos atrativos em vagas de emprego. Mesmo os cargos mais simples oferecem benefícios para o empregado, a maioria deles obrigatórios por lei. Empresas que buscam aumentar sua competitividade, no entanto, estão inovando nas vantagens ao funcionário.

Isso porque a nova geração de profissionais traz novas exigências às empresas. Uma pesquisa da Page Talent indicou, por exemplo, que o plano de carreira e a qualidade de vida são mais valorizados do que o salário.

Incorporar um plano de benefícios atraente configura-se, portanto, como uma estratégia para retenção de talentos, aumento da competitividade e produtividade. Entenda melhor o que é uma política de benefícios e quais são as vantagens de incorporá-la em sua empresa. Confira!

Política de benefícios: o que é e como surgiu

A garantia de benefícios para o empregado tem sua origem na luta pelos direitos trabalhistas e um embasamento legal. Ao longo do tempo, no entanto, apenas os direitos básicos deixaram de ser o suficiente para atrair e manter talentos dentro da empresa.

O atual conceito de benefícios surgiu como uma demanda das Gerações Y e Z, profissionais nascidos entre as décadas de 1980 e 1990. Atuando principalmente no ramo de tecnologia, eles mudaram os paradigmas do mercado por desejarem carreiras mais dinâmicas e autônomas.

O plano de benefícios da empresa é entendido, então, como o conjunto de serviços, bonificações, prêmios e vantagens oferecidos ao colaborador. Sendo dos mais diversos tipos, desde extras financeiros e incentivo à capacitação até férias prolongadas e experiências no exterior.

Os objetivos por trás do plano de benefícios

A maior justificativa para que uma empresa forneça benefícios aos funcionários é a manutenção da qualidade de vida no ambiente corporativo. Além de ser uma forma do empregador recompensar o esforço dispensado pelos colaboradores na conquista de metas e resultados.

Dependendo do tipo de incentivo oferecido, o plano de benefícios também atua como alavanca para a carreira do funcionário. É o caso dos benefícios educativos, como os programas de educação corporativa ou intercâmbios promovidos pela corporação.

Outros tipos, ainda, tornam a rotina de trabalho mais ágil e agradável. Alguns exemplos comuns são os ambientes colaborativos, a possibilidade de horários mais flexíveis e o home office. Algumas empresas investem até em equipamentos para auxiliar o profissional, como celulares e carros corporativos.

As vantagens dos benefícios aos funcionários

A oferta de benefícios para o empregado disseminou-se pelo mundo corporativo por tratar-se de investimento. O colaborador recebe as vantagens, mas estas também refletem em ganhos para a empresa. A atenção à qualidade de vida do profissional gera um aumento de produtividade e, portanto, de lucros.

O maior benefício, no entanto, é o aumento do engajamento dos funcionários, ou seja, a retenção de talentos e o fortalecimento da cultura empresarial. Colaboradores satisfeitos, motivados e valorizados têm interesse em continuar na empresa, crescer nela e com ela, gerando aumentos significativos na produtividade e rentabilidade do negócio.

Um plano de benefícios pautado na capacitação é um grande diferencial competitivo. Afinal, a educação corporativa blinda a empresa contra crises e  impulsiona um crescimento acelerado em momentos favoráveis. Cria profissionais mais autônomos, que resolvem problemas e identificam oportunidades de forma independente e ágil.

É assim que uma política de benefícios pode mudar as perspectivas da sua empresa e garantir a conquista de resultados mais ambiciosos. Pronto para abraçar uma fatia mais ampla do mercado? Deixe seu comentário!

Av. dos Bandeirantes, 330
Sion, Belo Horizonte - MG

+55 31 3303 1299
contato@mlearn.com.br