9 de maio de 2018

Como criar um plano de capacitação empresarial?

O valor de uma companhia reside em suas propostas para os clientes, e estas propostas dependem de funcionários bem qualificados. Equipes capacitadas respondem mais rápido e melhor. De fato, outro dia falamos sobre a relação entre treinamento e aumento da lucratividade aqui no blog da mLearn.
Para dar uma ideia da importância do training, no ano passado, as empresas brasileiras ampliaram os investimentos na capacitação de funcionários. Falando em números, o orçamento destinado ao treinamento de colaboradores aumentou 21%, com uma média de R$ 788,00 por trabalhador.
Até aqui, tudo bem, mas, como fazer isso? É exatamente sobre o que vamos falar hoje.

#01 Definindo os objetivos da capacitação empresarial

Com a avaliação feita, podemos começar a traçar os objetivos. Alinhados com o ponto anterior, devemos pensar no que motiva a companhia a promover a capacitação. Neste sentido, é importante que os responsáveis pelo desenvolvimento do plano de educação corporativa façam algumas perguntas:

  • A capacitação tem como objetivo um problema pontual? Ou seja, quando um colaborador ou equipes completas têm dificuldades específicas?
  • O treinamento tem como finalidade o treinamento em uma nova aptidão ou destina-se a reciclar e atualizar os conhecimentos existentes?
  • Quero capacitar todos ao mesmo tempo ou trabalhar aspectos/departamentos críticos de cada vez? Isso é importante para organizar o cronograma.
  • Após esta aproximação inicial, podemos começar a orientar os procedimentos seguintes. Na sequência, é hora de fazer uma análise da sua equipe para entender como o plano de educação corporativa deve ser pensado para atender aos objetivos.

#02 Identifique os pontos frágeis de sua equipe

Gestores de RH e diretivos podem identificar onde a equipe está falhando. Por exemplo, o interesse pode ser vender mais e melhor, melhorar a gestão do tempo, capacitar em técnicas de negociação, ampliar os conhecimentos de ferramentas digitais, entre outros.

Por isso, é fundamental acompanhar os times de perto, e diariamente. Inclua a revisão dos informes sobre as metas, das avaliações de desempenho e até mesmo o histórico de queixas dos clientes na sua análise. Dessa forma, fica mais fácil e assertivo direcionar os treinamentos, criando um plano de educação corporativa mais eficiente.

#03 Escolha do formato e metodologia

Aproveitar as vantagens da tecnologia online é uma boa dica na hora de criar os programas de capacitação empresarial. Neste sentido, aposte no uso de plataformas digitais, que permitam que os conteúdos sejam acessados em qualquer lugar, à qualquer hora. Seja quando sua companhia funcione com trabalhadores remotos ou in loco.

O ideal é escolher um ambiente de treinamento que permita que as métricas das capacitações sejam acompanhadas pela equipe de RH. Por meio de provas e certificados, garante-se que o aprendizado seja avaliado e os ajustes sejam feitos. Por exemplo, pode ser uma boa ideia incluir novos módulos ou aumentar a quantidade de participantes em treinamentos com melhores resultados.

Dica extra: Não encontrou o curso desejado em nenhuma plataforma ou acredita que os conteúdos dos programas disponíveis na web não atendem às suas expectativas? Você também pode criar seu próprio curso e disponibilizá-lo em plataformas funcionais e que tenham um ambiente completo de aprendizagem, como na mLearn.

Esperamos que este artigo tenha esclarecido os pontos mais importantes no desenvolvimento de um plano de capacitação empresarial. Estamos à disposição para contribuir para sua jornada de sucesso e, caso tenha qualquer dúvida, consulta ou necessidade pontual, é só entrar em contato conosco. Obrigado pela leitura e até o próximo artigo!

Av. dos Bandeirantes, 330
Sion, Belo Horizonte - MG

+55 31 3303 1299
contato@mlearn.com.br