27 de novembro de 2018

A tecnologia como aliada da educação

A tecnologia mudou a forma com que vemos o mundo, e a educação precisa acompanhar esse desenvolvimento para não ficar para trás dessas mudanças.

Usar a inovação como porta de entrada aos estudos, fazendo com que os conteúdos acabem sendo mais atrativos, ajuda as pessoas que têm uma rotina corrida a encontrarem um tempo em sua agenda para estudar.

Tornar a educação algo prazeroso faz com que mais pessoas se aproximem e invistam nos estudos. A qualificação precisa ser vista como algo valioso e divertido, que venha a acrescentar e não como uma obrigação que as pessoas fazem por imposição.

Com o emprego das ferramentas tecnológicas, há a possibilidade de combinar várias metodologias de ensino, proporcionando possibilidades didáticas.

A educação mobile é um dos caminhos que vem se destacando nos últimos tempos. Ela abre portas para a acessibilidade, já que não há a necessidade de ter um local, horário e data para que você possa ter a sua aula, fazer uma prova ou estudar. Não há uma limitação de recursos para aprender.

 

Abaixo, seguem os tópicos que serão desenvolvidos:

  • Como integrar a tecnologia com a educação?
  • O potencial da educação mobile
  • As características da tecnologia no meio acadêmico

 

Como integrar a tecnologia com a educação?

Sem dúvida as novas tecnologias estão presentes no dia a dia dos jovens e não podemos deixar essas inovações passarem despercebidas na hora de inserir educação na realidade dessas pessoas.

Talvez a parte mais difícil seja como aliar e integrar uma nova maneira de passar conhecimento. O primeiro passo é entender quais são os benefícios que as ferramentas digitais podem oferecer.

Manter o interesse do aluno durante um longo período é um desafio nos dias de hoje, mas com o auxílio da tecnologia os conteúdos acabam sendo passados de uma maneira mais leve, divertida e interessante, o que faz com que o aluno acabe se conectando a matéria.

Ampliar o uso de ferramentas aumenta a possibilidade de manter os alunos sempre motivados no processo de aprendizagem. O ambiente virtual de aprendizagem abre um leque para compartilhar materiais extras, tirar dúvidas, captar novos conhecimentos e não há a limitação de horário para estudar.

Muita gente acredita que basta ter computadores e internet no ambiente educacional que os estudantes vão sair aprendendo, mas não é bem assim. É preciso ter orientação para que a utilização da tecnologia seja um benefício para a educação.

O planejamento para usar a inovação precisa ser previamente traçado, os professores precisam estar preparados, o suporte e infraestrutura do ambiente devem estar de acordo com o que buscam, além dos meios de avaliação dos alunos.

Com a tecnologia sendo usada para ajudar a ensinar e aprender, o ganho para os docentes e alunos será realmente fantástico.

 

O potencial da educação mobile

A educação mobile vem apresentando um crescimento fenomenal no Brasil nos últimos anos, no meio público e privado. Esse método de ensino chegou com o discurso de democratizar e interiorizar a educação, principalmente o ensino superior.

Há uma percepção do ensino mobile como uma maneira de massificar a formação de profissionais qualificados, já que com a acessibilidade, muitas pessoas que moram em zonas mais afastadas teriam a possibilidade de se qualificar.

O potencial da educação mobile chegou como transformação social, promovendo a inclusão social, ética e de cidadania. Chegando como uma maneira de repensar sobre a educação e as relações que ela traz de uma forma mais abrangente.

A tecnologia em parceria com a educação, de maneira correta, age como combustível para englobar novos públicos e manter os antigos, gerando projetos educacionais.

Assim, os desafios do sistema de educação à distância são coerentes aos do sistema educacional de modo geral. Ainda há barreiras, como por exemplo a falta de infraestrutura em algumas cidades menores para que esse modelo “novo” de educação se expanda ainda mais.

Hoje caminhamos para um novo patamar educacional, no qual todas as pessoas podem ter acesso a uma educação de qualidade e diferenciada.

As características da tecnologia no meio acadêmico

As ferramentas educacionais proporcionam novas formas para incluir a educação nas rotinas mais conturbadas. Isso vem através do desenvolvimento de novas estratégias e metodologias, deixando professores e alunos mais versáteis, prontos para acompanhar os avanços do mundo moderno.

Características que são fortes no emprego da tecnologia na educação são a participação e a interatividade, que fazem com que o aluno faça a imersão no processo de aprendizagem.

Com a tecnologia, por mais que muita gente acredite que os laços humanos foram se distanciando, no meio da educação, ela proporcionou uma maior interação entre os professores e estudantes, havendo mais socialização e diálogo.

Há a promoção de confiança e autonomia, fortalecendo o relacionamento entre os alunos e professores, o que é fundamental para a absorção de conteúdo e melhora do rendimento.

Para o professor, conseguir que o aluno dedique um tempo fora do horário de aula para estudar o conteúdo, com vídeo aula, podcast e materiais extras, é um passo a mais.

Personalizar o estudo para os alunos de acordo com as suas dificuldades e facilidades os ajuda a despertar neles o interesse e motivação necessários para vencer as barreiras existentes para o aprendizado, o que vai ajudar a diminuir os índices de alunos que abandonam o curso ou que acabam sendo reprovados.

Assim, o uso das ferramentas geradas pela tecnologia estimulam os estudantes a aprenderem e a compartilharem os seus conhecimentos, além de proporcionar novos ambientes para aprender.

Related Post

Av. dos Bandeirantes, 330
Sion, Belo Horizonte - MG

+55 31 3303 1299
contato@mlearn.com.br