1 de abril de 2019

5 filmes vencedores do Oscar para motivar e inspirar sua equipe

Filmes podem ensinar e motivar através de situações comuns, uma técnica poderosa que pode capacitar e inspirar líderes e colaboradores. Isso acontece pelo fato da comunicação audiovisual estimular de maneira mais rápida a aprendizagem e a memorização das informações mostradas. Ou seja, filmes são ferramentas tão importantes para adquirir conhecimento quanto um livro ou até mesmo um dia em sala de aula.

Muitos filmes proporcionam ensinamentos através de histórias motivadoras e inspiradoras, que acabam incentivando a união e o trabalho em equipe. O uso de obras cinematográficas é um ótimo recurso estratégico para animar e motivar funcionários, com histórias que estimulam a ampliação da visão e o sentimento da capacidade de ir além.

No artigo a seguir, daremos dicas de 5 filmes consagrados pelo Oscar como fonte de aprendizado e motivação para equipes. Seguem abaixo os tópicos que serão trabalhados:

  • Recurso de filmes como aprendizagem e motivação  
  • 5 filmes campeões do Oscar para inspirar e motivar

Recurso de filmes como aprendizagem e motivação  

Um dos principais fatores para a produtividade e o alcance de bons resultados em empresas pode ser explicado pela motivação e engajamento das equipes. Profissionais motivados e inspirados costumam subir degraus da carreira profissional com maior facilidade do que os demais.

Porém, um dos maiores desafios na gestão de uma equipe é conseguir manter a inspiração e a motivação dos colaboradores. Quando esses dão sinal de enfraquecimento, diversos recursos são usados como estratégia de recuperação para garantir o espírito e o fôlego necessário ao time. Um dos recursos muito usados e que alcançam ótimos resultados, é o estímulo através de obras do cinema.

5 Filmes Campeões do Oscar para Motivar e Incentivar

Muitos filmes contam histórias inspiradoras que proporcionam o sentimento de motivação, união e trabalho em equipe. Os filmes motivacionais são ótimos como estratégia de animação e motivação de colaboradores em organizações. Por meio de histórias tocantes e asseguradoras, os funcionários se sentem mais esperançosos e tendem a abrir a visão para suas capacidades.

São diversas as versões de enredos cinematográficos que podem transformar de forma pessoal e profissional as pessoas, agregando mudanças em ações e pensamentos. Confira abaixo 5 filmes campeões do Oscar que valem a pena serem vistos para auxiliar no processo de motivação e inspiração de uma equipe:

  • Um sonho possível

Vencedor do Oscar de melhor atriz pela atuação de Sandra Bullock e indicado a melhor filme, “Um sonho possível” conta a história real de Michael Other (Quinton Aaron), um adolescente afrodescendente dos Estados Unidos morador de rua e analfabeto. Em um dia de chuva, Leigh Anne Tuohy (Sandra Bullock) e seu marido o encontram na rua e o acolhem, levando-o para sua casa. Eventualmente, a família se torna representante legal de Michael, transformando não apenas sua vida, mas a vida da família também. Com o porte físico e seu instintio protetor, Michael se transforma em uma grande estrela no campo de futebol e, com a ajuda de sua nova família e de sua dedicada tutora, ela percebe o seu potencial como jogador de futebol e estudante.

  • Quem quer ser um milionário

Grande destaque do Oscar de 2009, o filme “Quem quer ser um milionário” foi o grande vencedor de 8 categorias: melhor filme, melhor trilha sonora, melhor diretor (Danny Boyle), melhor roteiro adaptado, melhor fotografia, melhor mixagem de som, melhor montagem, melhor edição de som. O filme conta a de Jamal K. Malik (Dev Patel), um garoto indiano que teve uma infância muito difícil, tendo que fugir da miséria e violência em sua vida. Mais velho, o jovem que trabalha servindo chá em uma empresa de telemarketing, resolve se inscrever no famoso programa de TV “Quem quer ser um milionário?”. Inicialmente sem esperanças, ele encontra em suas experiências de vida as respostas para as perguntas do programa.

  • O Discurso do Rei

Um dos destaques da premiação de 2011, o filme “O Discurso do Rei” levou para casa diversos prêmios, como: melhor roteiro original, melhor diretor (Tom Hooper), melhor ator (Colin Firth) e melhor filme. O filme conta a história do príncipe George (Colin Firth), que desde os 4 anos de idade luta com a gagueira. Quando o Príncipe deve ascender ao trono com Rei George VI, este acaba se tornando um sério problema para o integrante da realeza que frequentemente proporciona discursos. Após o auxílio de diversos médicos sem resultados eficazes, sua esposa, Elizabeth (Helena Bonham Carter), o apresenta a Lionel Logue (Geoffrey Rush), um ator australiano e fonoaudiólogo para o ajudar com a superar a gagueira. A partir disso, uma grande amizade desenvolve-se entre os dois, o que ajuda George a adquirir autoconfiança para cumprir um grande desafio: assumir a coroa a Inglaterra.

  • Sociedade dos poetas Mortos

Vencedor do Oscar de 1990 de melhor roteiro e indicado a melhor ator (Robin Williams), melhor filme e melhor diretor (Peter Weir), o filme “Sociedade dos Poetas Mortos”, fala sobre motivação e determinação para seguir seus sonhos. Quando o novo professor de inglês, John Keating (Robin Williams) é contratado para dar aula na tradicional escola preparatório de meninos, seus métodos pouco ortodoxos atingem os alunos de forma inimaginável. Sob enormes pressões externas e internas, os meninos aprendem a serem eles mesmo e a seguir os seus sonhos, independente do que os outros pensem.

  • A grande aposta

No Oscar de 2016, o filme A Grande Aposta arrecadou o filme de melhor roteiro adaptado, e foi indicado a melhor filme, melhor ator coadjuvante, melhor diretor e melhor montagem.

Inspirado no livro lançado em 2010 por Michel Lewis, The Big Short, o filme trabalha estratégias de investimento de mercado, tendo como foco a crise imobiliária dos Estados Unidos em 2008, que afetou países inteiros, como a Grécia. Michael Burry (Christian Bale) é diretor de uma empresa de médio porte, e decide investir grande parte do fundo de capital que coordena ao apostar na quebra do sistema imobiliário nos Estados Unidos. Sua ação acaba gerando complicações junto aos investidores, visto que havia apostado contra o sistema. Quando soube destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) toma a ação como uma oportunidade e passa a oferecer o investimento aos clientes, sendo um deles Mark Baum (Steve Carell), dono de corretora que passa por problemas em sua vida pessoal desde o suicídio de seu irmão. Em paralelo a isso, dois novatos na Bolsa de Valores americana compreendem a oportunidade de ganharem muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para isso, contam com a ajuda à Ben Rickert (Brad Pitt), um guru de Wall Street que vive recluso.

O filme traz importantes lições e aprendizados sobre negócios, economia e mercado financeiro, mostrando que o conhecimento pode alterar a forma como gestores observam o mundo, seus negócios e crises. Afinal, a crise de uns é a oportunidade de outros.


Related Post

Rua Paraíba, 330 - 18º andar - Sala:1810
Funcionários, Belo Horizonte - MG

+55 31 3303 1299
contato@mlearn.com.br